22/01/2020 | Autor: Claudio Romão | Categoria: Técnico | Comentários

Como funcionam os logs no Application Insights

Nesse post vamos entender o que são os logs e como armazenados no Application Insights.

Todos os dados coletados pelo Application Insights se transformam em dois tipos básicos de dados: métricas, que vimos no post anterior e logs.

Logs são extremamente úteis pois nos permitem fazer uma análise mais complexas. Ele nos permite registrar diferentes tipos de dados, cada um podendo possuir suas propriedades próprias e que depois podem ser usadas para consultas e queries.

O que são logs ?

Logs são estruturas de dados um pouco mais complexas que podemos utilizar para registrar algumas informações do nosso sistema ou que registram informações sobre os recursos que estamos utilizando, como por exemplo um Web App do Azure ou informações da máquina que hospeda o site do IIS.

Os logs podem conter valores numéricos como Azure Monitor métricas, mas normalmente contêm dados de texto com descrições detalhadas do evento que o originou.

Um tipo comum de log seria um evento disparado pela sua aplicação. Um exemplo de evento, que é gerado até pelo próprio Azure, é quando algum recurso é criado. Então quando criamos uma nova WebApp por exemplo, um log é gerado e fica registrado no Azure Monitor.

Como os dados de log são armazenados?

Os dados de log de Application Insights usam o mesmo mecanismo de Log Analytics, que são os workspaces (espaços de trabalho), mas são armazenados separadamente para cada aplicativo monitorado. Cada aplicativo tem um conjunto padrão de tabelas para manter dados, como solicitações de aplicativos, exceções e exibições de página.

O Azure Monitor pode coletar dados de log de várias origens no Azure e de recursos locais. Tudo vai depender do tipo de coleta de dados que você está utilizando (SDK ou Agente) e como está configurado. Além dos padrões, nós podemos enviar de dentro da nossa aplicação logs customizados, como por exemplo logs de rastreabilidade do sistema.

Espero que tenha gostado e se tiver alguma dúvida específica me manda um e-mail ou deixe nos comentários.

Até a próxima, Claudio Romão