21/01/2020 | Autor: Claudio Romão | Categoria: Técnico | Comentários

Como funcionam as métricas do Application Insights

Um dos pontos principais para entender do Application Insights são os tipos de dados que ele trabalha. Basicamente temos 2 tipos: Métricas e Logs.

Qualquer dado capturado pelo SDK ou agente do Azure Monitor são armazenados como métricas ou logs na plataforma.

Por isso é bem importante entender o que é cada um deles e o que podemos fazer. Nesse post iremos entender primeiro o que são métricas na plataforma.

O que são métricas ?

Métricas são valores numéricos que descrevem algum estado do sistema em um determinado momento da sua vida. Os dados que são coletados através das métricas são leves e são capazes de suportar cenários quase real-time.

As métricas são coletadas em intervalos regulares de tempo. As métricas nos permitem, por exemplo, criar alertas que serão disparados caso algum valor saia do padrão definido.

Como os dados de métricas são armazenados?

As métricas que são coletadas pelo Application Insights são armazenadas em um banco de dados de série temporal que é otimizado para analisar os dados baseado no timestamp que foi gerado.

Cada conjunto de valores de métrica é uma série temporal com as seguintes propriedades:

  • A hora em que o valor foi coletado
  • O recurso ao qual o valor está associado
  • Um namespace que funciona como uma categoria para a métrica
  • Um nome de métrica
  • O próprio valor

Tipos de Métricas

  • Métricas de plataforma: São métricas coletadas dos recursos do Azure, qualquer recurso que você possa criar no Azure já gera métricas que podem ser consumidas pelo Application Inisights. Essas métricas basicamente nos informam como está integridade e o desempenho do recurso. Cada tipo de recurso cria um conjunto distinto de métricas sem a necessidade de configuração extra.

  • Métricas do SO convidado: São métricas coletadas do sistema operacional de uma máquina virtual. 

  • Métricas de aplicativo: São métricas coletadas pelo Application Insights dos seus aplicativos que estão sendo monitorados pelo serviço e ajudam você a detectar problemas de desempenho e acompanhar as tendências de como o aplicativo está sendo usado.

  • Métricas personalizadas: São métricas que você define, além das métricas padrões que estão disponíveis automaticamente. Você vai utilizar o SDK para enviar as suas métricas customizadas para o Application Insights. Um exemplo seriam métricas de negócio: quantidade de vendas, produtos vendidos, etc.

Espero que tenha gostado e se tiver alguma dúvida específica me manda um e-mail ou deixe nos comentários.

Até a próxima, Claudio Romão